propriedade

As Propriedades Específicas da Matéria: Descubra o que são e como influenciam nosso mundo

O Que São Propriedades Especificas Da Materia

As propriedades específicas da matéria são características exclusivas de um material ou de um grupo de materiais que permitem a sua identificação e distinção dos demais. Não dependem da quantidade de matéria , volume ou massa.

Propriedades específicas da matéria: Conceito e características

1 – Mapa Mental: Matéria

2 – Propriedades gerais da matéria

3 – Propriedades específicas da matéria

Mapa Mental: Propriedades Específicas da Matéria

De maneira geral, as características da matéria são classificadas em dois grupos: gerais e específicas. Essas propriedades serão exploradas a seguir.

Propriedades específicas da matéria: o que são?

As propriedades específicas são características únicas de cada tipo de matéria. Elas nos ajudam a identificar uma substância ou composto quando estamos analisando-a. Algumas dessas propriedades incluem a densidade, que é a quantidade de massa por unidade de volume; os pontos de fusão e ebulição, que indicam as temperaturas em que uma substância passa do estado sólido para o líquido e do líquido para o gasoso, respectivamente; e o coeficiente de solubilidade, que mostra a capacidade da substância se dissolver em um solvente. Essas propriedades são importantes porque nos permitem diferenciar entre diferentes tipos de matéria com base nas suas características físicas distintas.

Propriedades características da matéria

As características que toda matéria possui, independentemente de seu estado físico (sólido, líquido ou gasoso), são conhecidas como propriedades gerais.

Um objeto tende a permanecer em repouso ou em movimento, a menos que uma força externa atue sobre ele.

A massa é uma medida da inércia ou resistência de um corpo em acelerar seu movimento. De forma geral, ela está relacionada à quantidade de partículas presentes em uma substância.

O volume é a medida do espaço ocupado por uma substância, independentemente de seu estado físico.

É impossível que duas substâncias ocupem o mesmo espaço simultaneamente. Um exemplo disso é quando queremos encher uma garrafa com água, precisamos primeiro retirar o ar de dentro dela.

A compressibilidade é a capacidade da matéria de reduzir seu volume quando submetida a uma força externa. Um exemplo disso pode ser observado ao tampar a ponta de uma seringa e empurrar o gás em seu interior com o êmbolo.

A elasticidade é a propriedade de um material em retornar à sua forma original após ser esticado ou comprimido por uma força externa.

A divisibilidade da matéria é a sua capacidade de ser fragmentada em partes menores sem sofrer alterações em sua composição química.

Propriedades específicas da matéria: definição

As propriedades específicas de uma matéria podem ser divididas em diferentes categorias. Uma delas é a categoria das propriedades físicas, que incluem o ponto de fusão (a temperatura na qual uma substância passa do estado sólido para o líquido), o ponto de ebulição (a temperatura na qual uma substância passa do estado líquido para o gasoso) e a densidade (uma medida da quantidade de massa presente em um determinado volume). Essas propriedades são úteis para identificar e caracterizar as substâncias.

Outra categoria importante é a das propriedades organolépticas, que são percebidas pelos sentidos humanos. Algumas dessas propriedades incluem odor, sabor, cor e brilho. Por exemplo, ao cheirar uma fruta madura, podemos identificar seu aroma característico; ao provar um alimento salgado ou doce, experimentamos seu sabor; ao observar um objeto colorido ou brilhante, notamos sua aparência visualmente atrativa.

Além disso, existem outras características particulares que podem ser consideradas como propriedades específicas de certas matérias. Por exemplo: condutividade elétrica (capacidade de conduzir eletricidade), solubilidade (habilidade para se dissolver em determinados solventes) e maleabilidade (capacidade de ser moldada sem se romper).

You might be interested:  Domando a Mente: Cultivando Pensamentos Positivos

Essas diferentes categorias de propriedades específicas nos ajudam a entender melhor as características das matérias ao nosso redor. Ao analisarmos essas informações sobre as substâncias presentes no nosso dia-a-dia – seja através dos seus pontos físicos como fusão/ebulição, densidade, seja através das características percebidas pelos nossos sentidos como odor, sabor e cor – podemos identificar e diferenciar diferentes materiais. Essa compreensão é essencial em diversas áreas da ciência e tecnologia, desde a química até a engenharia de materiais.

Por exemplo: quando estamos cozinhando um alimento no fogão, o conhecimento do ponto de fusão ou de ebulição dos ingredientes nos ajuda a determinar o tempo necessário para que eles atinjam uma consistência desejada. Da mesma forma, ao escolhermos frutas frescas na feira ou supermercado, podemos usar nosso olfato para detectar qualquer odor estranho que possa indicar que elas estão impróprias para consumo. Ou ainda quando estamos pintando uma parede em casa: observamos as cores disponíveis na loja antes de fazer nossa escolha final.

Propriedades específicas da matéria: uma análise detalhada

Cada matéria possui suas próprias características individuais, o que significa que uma característica presente em uma matéria não necessariamente estará presente em outra.

A capacidade da matéria de despertar pelo menos um dos cinco sentidos é conhecida como sua característica sensorial. Alguns exemplos desse fenômeno podem ser observados em diferentes contextos.

O sentido do paladar é ativado quando consumimos cloreto de sódio, resultando em uma sensação salgada. Já a audição é estimulada pelo som produzido ao fritar um bife em uma panela. O tato nos permite sentir a aspereza de uma toalha ao passá-la no rosto. A visão captura a luz emitida pelos fogos de artifício durante sua explosão. Por fim, o olfato detecta o aroma liberado ao descascar uma mexerica.

A capacidade de certas substâncias em desempenhar uma função ou causar uma sensação semelhante é conhecida como característica comum. Abaixo estão alguns exemplos:

Todas as substâncias ácidas têm um sabor azedo quando ingeridas e podem passar pelo processo de ionização, produzindo íons.

Qualquer substância que seja considerada básica causa a sensação de adstringência quando ingerida e tem a capacidade de se dissociar em água, liberando íons.

Todas as substâncias salinas têm um sabor salgado quando são ingeridas e podem se dissociar em íons quando colocadas em água.

A capacidade de uma substância se converter em outra através de um processo chamado fenômeno químico é conhecida como reatividade química. Frequentemente, esse tipo de transformação só ocorre quando a substância é exposta a condições específicas, como temperatura, catalisadores ou eletrólise.

Quando se trata de transformar uma substância em outra, é necessário que elas compartilhem características químicas semelhantes, especialmente átomos de elementos químicos comuns. Por exemplo, ao produzir iogurte, é essencial utilizar leite e não suco de uva.

Um fenômeno químico bastante conhecido é a formação da água. Esse processo ocorre quando os gases oxigênio (O2) e hidrogênio (H2) são submetidos a altas pressões e temperaturas, resultando na produção de uma substância completamente nova: a água.

Quando combinamos os gases cloro (Cl2) e hidrogênio (H2), não é possível obter o resultado esperado. Nesse caso, ocorre a formação do ácido clorídrico (HCl).

As características da matéria são estabelecidas por meio de experimentos.

A solubilidade é a propriedade de uma substância se dissolver em outra. Um exemplo disso é quando a água dissolve o sal de cozinha, também conhecido como cloreto de sódio. É importante mencionar que fatores como a quantidade do soluto e solvente, além da temperatura, podem influenciar na solubilidade.

A tabela a seguir ilustra um caso em que a temperatura, quantidade de soluto e solvente exercem influência.

A tabela apresenta os valores de solubilidade da sacarose em água.

Na tabela fornecida, é possível notar que quando temos 100 mL de água a uma temperatura de 10°C, conseguimos dissolver 190,5 g de sacarose. No entanto, se essa mesma quantidade de água estiver a uma temperatura de 50°C, será possível dissolver até 260,4 g de sacarose.

You might be interested:  Como Declarar Apartamento Financiado no Imposto de Renda 2023: Guia Completo

A densidade é a medida da quantidade de matéria em relação ao espaço ocupado por ela. É possível calcular a densidade utilizando uma fórmula específica.

A temperatura em que uma substância deixa de ser sólida e se torna completamente líquida é conhecida como ponto de fusão. Por exemplo, o ferro passa do estado sólido para o líquido a uma temperatura de 1535 °C.

O ponto de ebulição (PE) é a temperatura na qual uma substância passa do estado líquido para o estado gasoso.

A transição de uma substância do estado líquido para o gasoso é determinada pela temperatura. Um exemplo disso é o metal mercúrio, que se transforma em gás quando atinge a marca de 356,9 °C.

A tenacidade é a propriedade de um material resistir ao impacto quando colide com outro. Por exemplo, se uma pedra for lançada contra um vidro e este quebrar, significa que a pedra é mais tenaz do que o vidro.

A dureza é a propriedade de um material em arranhar outro. Por exemplo, quando uma pedra risca o vidro de uma janela, isso significa que a pedra é mais dura do que o vidro.

A propriedade da massa é qual?

A massa é uma propriedade específica da matéria que está relacionada com a quantidade de substância presente em um corpo. Ela é geralmente medida em quilogramas (kg). A massa também pode ser entendida como a medida da inércia de um objeto, ou seja, sua resistência à mudança de movimento. Quanto maior for a massa de um corpo, maior será sua inércia e mais difícil será alterar seu estado de repouso ou movimento.

Além disso, a massa não depende do local onde o objeto se encontra. Por exemplo, se você pesar um objeto na Terra e depois levá-lo para outro planeta, sua massa continuará sendo a mesma. Isso ocorre porque a massa é uma característica intrínseca do material que constitui o corpo.

Outro aspecto importante sobre a massa é que ela não deve ser confundida com peso. Enquanto o peso está relacionado com a força gravitacional exercida sobre um objeto pela Terra (ou por outros corpos celestes), a massa permanece constante independentemente da gravidade presente no local.

O que é densidade?

A densidade é uma propriedade específica da matéria que nos ajuda a entender como os materiais são distribuídos em relação ao seu volume. Ela é calculada dividindo-se a massa de um objeto pelo seu volume. Através desse cálculo, podemos determinar se um material é mais denso (quando possui maior quantidade de massa em relação ao seu volume) ou menos denso (quando possui menor quantidade de massa em relação ao seu volume).

Essa propriedade física é muito útil para caracterizar diferentes tipos de materiais, pois cada substância tem sua própria densidade característica. Por exemplo, o ferro tem uma densidade maior do que a madeira, o que significa que uma mesma quantidade de ferro ocupará menos espaço do que a mesma quantidade de madeira.

Além disso, a densidade também pode ser utilizada para identificar substâncias desconhecidas. Comparando-se as medidas da densidade com valores conhecidos na tabela periódica dos elementos químicos, podemos inferir qual substância estamos analisando.

Diferença entre propriedades específicas da matéria

Aqui estão algumas das principais propriedades específicas da matéria:

1. Ponto de fusão: é a temperatura em que uma substância passa do estado sólido para o líquido.

2. Ponto de ebulição: é a temperatura em que uma substância passa do estado líquido para o gasoso.

3. Densidade: é a relação entre a massa e o volume de uma substância.

4. Solubilidade: é a capacidade de uma substância se dissolver em outra.

5. Condutividade elétrica: indica se um material conduz eletricidade ou não.

You might be interested:  Celebração Especial: Dia do Corretor de Imóveis 2023

6. Condutividade térmica: indica se um material conduz calor ou não.

7. Maleabilidade: refere-se à capacidade de um material ser moldado sem quebrar ou rachar facilmente.

8. Tenacidade: mede a resistência à deformação permanente por tração ou impacto.

9. Magnetismo: alguns materiais possuem propriedade magnética, sendo capazes de atrair objetos metálicos próximos.

10.Reatividades químicas específicas : certas substâncias têm reações químicas características quando expostas a outros elementos ou compostos.

Essas são apenas algumas das muitas propriedades específicas da matéria, cada qual com sua importância na caracterização e identificação dos materiais puros utilizados na ciência e indústria

Propriedades químicas da matéria no Brainly

As propriedades específicas da matéria são características que podem ser observadas e medidas em uma substância. Essas propriedades ajudam a identificar e distinguir diferentes tipos de materiais. Entre as principais propriedades estão: massa, extensão, impenetrabilidade, divisibilidade, compressibilidade e elasticidade.

A massa é a quantidade de matéria presente em um objeto ou substância. Ela pode ser medida usando uma balança e é expressa em unidades como gramas ou quilogramas. A massa não depende do tamanho ou forma do objeto, sendo uma característica intrínseca da substância.

A extensão se refere ao espaço ocupado por um objeto no espaço tridimensional. É possível medir a extensão utilizando instrumentos como régua ou fita métrica para determinar o comprimento, largura e altura de um objeto. Cada material tem sua própria extensão característica.

A impenetrabilidade significa que dois objetos não podem ocupar o mesmo lugar no espaço ao mesmo tempo. Isso ocorre porque as partículas que compõem os materiais têm volume finito e não podem atravessar uns aos outros sem sofrer alterações na estrutura molecular.

A divisibilidade indica a capacidade dos materiais de serem divididos em partes menores sem perder suas características essenciais. Alguns materiais são facilmente divididos através de processos físicos, como corte ou fratura; enquanto outros requerem técnicas mais avançadas para separação das partículas constituintes.

A compressibilidade é a capacidade dos materiais de reduzirem seu volume quando submetidos à pressão externa. Materiais gasosos são altamente compressíveis, enquanto sólidos apresentam baixa compressibilidade.

Por fim, a elasticidade é a propriedade que permite aos materiais retornarem à sua forma original após serem deformados. Materiais elásticos podem sofrer distorções temporárias quando submetidos a forças externas, mas voltam à sua forma inicial assim que essas forças são removidas.

Essas propriedades específicas da matéria desempenham um papel fundamental na caracterização e compreensão dos diferentes tipos de substâncias encontradas em nosso mundo. Ao estudar e analisar essas características, podemos identificar as propriedades únicas de cada material e utilizar esse conhecimento para diversos fins práticos nas áreas científica, tecnológica e industrial.

Propriedade não geral da matéria

As propriedades específicas da matéria são características que podem ser observadas e medidas em uma determinada substância. Elas ajudam a identificar e diferenciar as diferentes substâncias entre si. No entanto, nem todas as propriedades são consideradas gerais para todas as substâncias.

Uma das propriedades específicas da matéria é a combustibilidade, que não é uma propriedade geral da matéria. A combustibilidade se refere à capacidade de uma substância de queimar ou reagir com o oxigênio do ar, liberando energia na forma de calor e luz. Nem todas as substâncias possuem essa capacidade intrínseca.

Existem outras propriedades gerais da matéria que estão presentes em praticamente todas as substâncias. Por exemplo, a massa é uma propriedade geral porque todos os objetos têm massa, independentemente do tipo de material do qual são feitos. Da mesma forma, o volume também é uma propriedade geral porque todos os objetos ocupam um espaço no espaço tridimensional.

Outra propriedade geral importante é a densidade, que representa a quantidade de massa por unidade de volume em um objeto ou substância. A densidade pode variar dependendo dos materiais envolvidos e pode ser usada para distinguir diferentes tipos de materiais.