propriedade

Diferença entre propriedades gerais e específicas

Qual A Diferença Entre Propriedades Gerais E Especificas

As propriedades gerais são aquelas que podem se repetir para substâncias diferentes, que não são exclusivas de um único material. Já as propriedades específicas são exclusivas e particulares de cada material puro, podendo ser usadas para identificá-los.

Diferença entre propriedades gerais e específicas

As propriedades gerais são características que podem ser encontradas em todos os corpos materiais. Elas incluem a massa, o volume e a inércia. A massa é a quantidade de matéria presente em um objeto, enquanto o volume se refere ao espaço ocupado por esse objeto. Já a inércia está relacionada à resistência que um corpo apresenta para mudar seu estado de movimento.

Por outro lado, as propriedades específicas são únicas para cada substância ou grupo de substâncias e permitem diferenciá-las entre si com base na sua composição química. Um exemplo prático disso é o ponto de fusão e o ponto de ebulição das substâncias. Cada substância possui uma temperatura específica na qual ela muda do estado sólido para líquido (ponto de fusão) ou do estado líquido para gasoso (ponto de ebulição). Esses valores variam dependendo da composição química da substância.

Outra propriedade específica importante é a densidade, que indica a quantidade de massa contida em um determinado volume. Por exemplo, podemos comparar dois objetos diferentes feitos do mesmo material: se eles tiverem volumes diferentes mas massas iguais, isso significa que possuem densidades diferentes.

Além disso, algumas propriedades físicas também podem ser consideradas como propriedades específicas quando estão diretamente relacionadas à composição química da substância. Por exemplo, índices refrativos ou pontos críticos são características únicas para cada composto químico.

Diferenciação das propriedades gerais e específicas da matéria

As propriedades gerais da matéria são utilizadas para medir diferentes características dos corpos. Entre essas propriedades estão a massa, que representa a quantidade de matéria presente em um corpo; a inércia, que é a resistência de um corpo em mudar seu estado de repouso ou movimento; e a extensão, que se refere ao tamanho ou dimensões do corpo.

Por outro lado, as propriedades específicas da matéria possuem valores definidos para cada tipo de substância. Essas propriedades incluem o ponto de fusão e o ponto de ebulição, que indicam as temperaturas nas quais uma substância passa do estado sólido para líquido e do líquido para gasoso, respectivamente. Além disso, temos também outras propriedades específicas como densidade, condutividade elétrica e térmica.

Propriedades gerais da matéria:

1. Massa

2. Inércia

3. Extensão

Propriedades específicas da matéria:

1. Ponto de fusão

2. Ponto de ebulição

3. Densidade

4. Condutividade elétrica

5.Condutividade térmica

Diferenças entre propriedades gerais e específicas da matéria

As características da matéria são um conjunto de atributos que distinguem diferentes porções de matéria, levando em consideração suas particularidades. Essas características podem ser divididas em gerais e específicas. As propriedades gerais são comuns a todos os corpos materiais e incluem massa, volume e inércia como exemplos. Já as propriedades específicas são únicas para uma substância ou grupo e permitem diferenciar entre diferentes substâncias, pois dependem da composição química. Essas propriedades específicas podem ser classificadas como físicas, químicas, organolépticas e funcionais. Exemplos de propriedades físicas são solubilidade e densidade; inflamabilidade e poder oxidante se enquadram nas propriedades químicas; as propriedades organolépticas referem-se às experiências sensoriais dos cinco sentidos; por fim, as propriedades funcionais estão associadas ao conjunto de substâncias definidas como ácidas, básicas, sal ou óxido.

Diferença entre propriedades gerais e específicas da matéria: videoaula

As características da matéria são atributos que determinam a identidade de um objeto físico, possibilitando distingui-lo dos demais corpos.

Para entender melhor as propriedades da matéria, é essencial compreender que ela se refere a tudo que possui massa e ocupa espaço. A matéria é um termo amplo utilizado para descrever a substância da qual todos os objetos físicos são compostos. Atualmente, sabemos que a matéria é constituída por átomos, os quais são formados por diferentes partículas subatômicas.

As características da matéria são divididas em propriedades gerais e específicas. As propriedades específicas, por sua vez, podem ser classificadas como físicas, químicas, organolépticas e funcionais.

Diferenças entre propriedades gerais e específicas da matéria

Existem dez tipos de propriedades gerais da matéria que são observadas em qualquer corpo, independentemente de sua composição.

O volume representa a quantidade de espaço ocupado por um material, e é medido em metros cúbicos (m³) no SI. Outras unidades comuns incluem litros (L) e mililitros (mL).

You might be interested:  Registro de Ocorrência: Invasão de Propriedade

A inércia refere-se à propriedade da matéria de permanecer em seu estado atual de repouso ou movimento, a menos que seja afetada por uma força externa. Um exemplo disso pode ser observado quando um carro freia bruscamente: mesmo após o freio ser acionado, uma caixa dentro do veículo continua tendo a tendência de se mover para frente.

A inércia é uma característica comum a todos os tipos de matéria.

A extensão refere-se à capacidade de um objeto ocupar espaço. A impenetrabilidade é a propriedade que impede dois corpos de ocuparem o mesmo espaço simultaneamente. A descontinuidade se refere aos espaços vazios entre as moléculas e átomos constituintes da matéria, mesmo que não possam ser vistos a olho nu. A divisibilidade é a capacidade de dividir qualquer corpo material em partes menores. Por fim, a compressibilidade é a capacidade da matéria reduzir seu volume quando uma força (pressão) é aplicada sobre ela.

A compressibilidade nos gases é bastante evidente.

A elasticidade é a capacidade da matéria de retornar à sua forma e volume originais após ser submetida a uma força. Por outro lado, a indestrutibilidade da matéria significa que ela não pode ser destruída ou eliminada, mas apenas transformada em outra forma de matéria.

Diferenças entre as propriedades gerais e específicas da matéria

As propriedades específicas da matéria são características únicas de um material ou grupo de materiais que permitem identificá-los e distingui-los dos demais. Essas propriedades não estão relacionadas à quantidade de matéria, volume ou massa.

Diferenças entre propriedades gerais e específicas da matéria

As características físicas da matéria são aquelas que podem ser observadas ou medidas sem que haja alteração na identidade da substância. Essas propriedades são inerentes à própria substância pura.

A temperatura em que uma substância passa do estado sólido para o líquido é conhecida como ponto de fusão. Já o ponto de ebulição é a temperatura em que ocorre a transição da substância do estado líquido para o gasoso.

Cada substância possui uma temperatura específica em que ocorrem as mudanças de estado físico.

A densidade é uma medida que indica a quantidade de massa de uma substância em relação ao seu volume. Essa propriedade está sujeita à influência da temperatura e pode ser expressa por meio de uma relação específica.

A densidade é uma característica física da matéria que descreve a quantidade de massa presente em um determinado volume.

A solubilidade é a capacidade de uma substância se dissolver em outra, geralmente um líquido chamado solvente. Essa capacidade varia de acordo com a temperatura. Já a condutividade elétrica é a habilidade que uma substância tem de conduzir eletricidade, podendo ser classificada como condutora, semicondutora ou isolante.

Existem materiais que permitem a passagem de eletricidade, enquanto outros a bloqueiam.

A maleabilidade é a capacidade de um material ser moldado, enquanto a ductibilidade refere-se ao grau de deformação que um material pode suportar antes de se romper ou fraturar. O magnetismo é uma propriedade presente em algumas substâncias, permitindo que elas atraiam ou repilam objetos metálicos e ímãs. A dureza está relacionada à capacidade de um material resistir a deformações quando submetido à aplicação de força. Por fim, a viscosidade diz respeito à resistência que os fluidos apresentam ao escoamento.

É válido ressaltar que a identificação de uma propriedade física específica da matéria não exclui a existência de outras. Tomemos como exemplo o elemento ferro, cuja identificação se baseia em um conjunto de características físicas distintas.

O elemento em questão apresenta características notáveis. Ele possui um ponto de fusão bastante elevado, atingindo 1535 °C, e também um ponto de ebulição consideravelmente alto, chegando a 2862 °C. Além disso, sua densidade é significativa, alcançando 7,874 g/cm³. Outro aspecto interessante é que ele tem a capacidade de conduzir eletricidade. Adicionalmente, o elemento é maleável e dúctil, ou seja, pode ser facilmente moldado sem perder suas propriedades físicas. Vale destacar ainda que ele apresenta propriedades magnéticas e uma dureza intermediária entre os materiais sólidos.

Veja também: Quais são as propriedades dos metais?

Diferença entre propriedades gerais e específicas da matéria

Durante uma reação química, cada substância apresenta características específicas. Algumas têm propensão a entrar em combustão, enquanto outras são mais suscetíveis à corrosão ou possuem facilidade em fermentar.

Durante uma reação química, é possível identificar as propriedades de uma substância quando ela se transforma em outra.

A capacidade de uma substância reagir com o oxigênio e liberar energia, geralmente na forma de calor, é conhecida como combustibilidade ou inflamabilidade.

A explosibilidade é a capacidade de uma substância gerar ondas de pressão, calor e gases através de uma explosão. Já o poder oxidante se refere à capacidade das substâncias causarem oxidação ou corrosão em outras, removendo elétrons durante uma reação química. Em alguns casos específicos, esse poder também pode ser chamado de corrosivo. A corrosividade, por sua vez, indica a tendência das substâncias sofrerem oxidação ou corrosão quando expostas a outras com maior poder oxidante. Por fim, a efervescência diz respeito à habilidade da substância liberar gases em solução através de uma reação química.

You might be interested:  Delimitação do corpo humano: planos de ação

A efervescência é uma característica química presente na matéria.

Atenção: Existem várias características químicas, e algumas são relevantes apenas para certos tipos de substâncias. Por exemplo, o ferro não é inflamável nem explosivo, mas tem propensão a se oxidar (corroer). Já o etanol é uma substância que pode pegar fogo e explodir, mas não sofre corrosão ou efervescência.

Diferença entre as propriedades gerais e específicas da matéria

As características organolépticas são aquelas que percebemos através dos nossos sentidos. Elas não são absolutas e podem ser percebidas de maneiras diferentes e com intensidades variadas por cada indivíduo. As principais propriedades organolépticas incluem: [lista das propriedades].

O odor é uma característica da matéria que pode ser classificada como odorífera, se possui cheiro, ou inodora, caso não tenha cheiro. O sabor é a sensação identificada pelas papilas gustativas e pode ser doce, salgado, amargo ou azedo (ou ácido). O som é a vibração que se propaga em frequências entre 20 Hz e 20000 Hz e é perceptível pela audição humana. A cor é a percepção visual resultante da interação da luz com a matéria. Ela é determinada pela frequência de onda resultante da reflexão ou absorção da luz e pode ser identificada pelo olho humano dentro do intervalo de comprimento de onda entre 400 nm e 700 nm.

A faixa de comprimento de onda entre 700 nm e 400 nm compõe o espectro visível da radiação eletromagnética.

O brilho é a capacidade de um material refletir ou absorver a luz que incide sobre ele. Por exemplo, os metais possuem um brilho característico. Já a textura é uma propriedade relacionada ao sentido do tato e se refere à aparência de uma superfície. Ela pode ser lisa, áspera, macia ou rugosa.

Diferenças entre propriedades gerais e específicas da matéria: um estudo sobre as características funcionais

Existem certas características que são compartilhadas por substâncias com comportamentos ou composições específicas, e elas podem ser classificadas em quatro grupos ou funções químicas.

Substâncias ácidas são caracterizadas por se ionizarem em água, liberando íons H+ e possuindo um sabor azedo distintivo. Por outro lado, substâncias básicas são aquelas que liberam íons OH- quando dissolvidas em água. Os sais, por sua vez, são classificados como substâncias químicas formadas por cátions diferentes de H+ e ânions diferentes de OH-. Já os óxidos são compostos químicos constituídos por dois elementos, sendo um deles o oxigênio.

Diferenças entre propriedades gerais e específicas da matéria

As características gerais da matéria são aplicáveis a todos os tipos de substâncias, independentemente da sua composição química, e podem ser observadas em diferentes materiais.

As propriedades específicas da matéria são características únicas de uma substância pura ou de um conjunto de substâncias, o que possibilita a identificação química desse tipo de matéria.

Vamos analisar as características a seguir de uma amostra de substância desconhecida:

A substância em questão é um líquido que se apresenta na temperatura de 25°C. Sua massa é de 50 g e ocupa um volume de 63,3 mL. É incolor e possui um odor característico. A densidade dessa substância é de 0,79 g/mL. Seu ponto de fusão ocorre a -112,0 °C e seu ponto de ebulição a 78,3 °C.

Existem três propriedades gerais, denominadas 1, 2 e 3, que não permitem a identificação absoluta de nenhuma substância.

As propriedades 4 e 5 são características específicas que estão relacionadas às sensações percebidas pelos nossos sentidos, limitando a substância analisada a um grupo restrito. Por outro lado, as propriedades 6, 7 e 8 são exclusivas de uma determinada substância pura. Ao consultar esses valores (densidade e pontos de fusão e de ebulição), é possível identificar que se trata do etanol.

Confira também: Quais são as características dos elementos não metálicos?

Tipos de propriedades gerais: quais são?

As propriedades gerais da matéria são características que podem ser observadas em qualquer corpo, independentemente do tipo de substância que ele é feito. Existem 10 propriedades gerais: inércia, massa, volume, extensão, impenetrabilidade, compressibilidade, elasticidade, divisibilidade e descontinuidade.

A primeira propriedade geral é a inércia. Ela se refere à tendência dos corpos de permanecerem em repouso ou em movimento uniforme até que uma força externa atue sobre eles. Por exemplo, um objeto parado só começará a se mover se algo o empurrar.

A segunda propriedade geral é a massa. A massa representa a quantidade de matéria presente em um corpo e está relacionada à sua inércia. Quanto maior a massa de um objeto, mais difícil será alterar seu estado de movimento.

Outra propriedade geral importante é o volume. O volume está relacionado ao espaço ocupado por um corpo tridimensionalmente e pode ser medido através das suas dimensões (comprimento x largura x altura). É importante destacar que o volume não depende do material específico do qual o corpo é feito.

Além dessas três primeiras propriedades gerais mencionadas acima (inércia, massa e volume), existem outras sete: extensão (capacidade de ocupar espaço), impenetrabilidade (incapacidade de dois corpos ocuparem o mesmo lugar ao mesmo tempo), compressibilidade (capacidade de reduzir seu volume quando submetido à pressão), elasticidade (capacidade de retornar à forma original após deformação), divisibilidade (possibilidade de ser dividido em partes menores sem perder suas características essenciais), descontinuidade (capacidade de ser separado em partes distintas) e indestrutibilidade (incapacidade de ser criado ou destruído, apenas transformado).

You might be interested:  Reajuste Plano de Saúde Empresarial 2023: Benefícios Exclusivos para sua Empresa

Essas propriedades gerais são comuns a todos os tipos de matéria e nos ajudam a entender melhor o comportamento dos corpos no mundo físico.

Diferenças entre propriedades gerais e específicas da matéria: exercícios resolvidos

A temperatura de fusão da amostra A deve ser inferior à temperatura de fusão da amostra B.

A temperatura de fusão da amostra B deve ser duas vezes maior do que a temperatura de fusão da amostra A.

A amostra A atingirá o ponto de fusão mais rapidamente do que a amostra B.

IV. As duas amostras devem derreter ao mesmo tempo, à mesma temperatura.

As afirmações I e II estão erradas. A temperatura de fusão das substâncias puras não é afetada pela quantidade da amostra, mas sim pela sua composição química. Portanto, as amostras A e B irão derreter na mesma temperatura.

A terceira afirmação está correta. A amostra A, por possuir uma massa menor, atingirá a temperatura de fusão mais rapidamente do que a amostra B, que tem o dobro da sua massa. É importante ressaltar que a temperatura em que ocorre a fusão é igual para ambas as amostras (quarta afirmação correta).

Em um laboratório de Química, foram descobertos cinco recipientes sem identificação, cada um contendo uma substância líquida e incolor pura. Um estudante realizou testes para determinar as propriedades dessas substâncias.

Identifique as características que podem auxiliar os estudantes na identificação desses líquidos.

A identificação das duas substâncias pode ser feita através da análise dos pontos de ebulição e densidade correspondentes. Essas propriedades são características químicas específicas, que variam de acordo com a composição química da substância em questão, tornando-as úteis para sua identificação.

A massa e o volume são características comuns a todos os corpos e substâncias, mas não são suficientes para identificá-las.

Divisão da matéria

De acordo com Demócrito, a matéria é formada por pequenas partículas menores, chamadas de átomos. Cada tipo de matéria se distingue pela natureza e forma de organização dos átomos, o que nos leva aos diferentes estados físicos: gasoso, líquido e sólido.

A seguir estão as propriedades gerais da matéria:

1. Massa: refere-se à quantidade de matéria presente em um objeto.

2. Volume: indica o espaço ocupado por um objeto ou substância.

3. Inércia: representa a tendência da matéria em manter seu estado atual de movimento ou repouso.

4. Impenetrabilidade: impede que dois objetos ocupem o mesmo espaço ao mesmo tempo.

5. Divisibilidade: permite que a matéria seja dividida em partes cada vez menores.

Além das propriedades gerais mencionadas acima, existem também as propriedades específicas da matéria:

1. Ponto de fusão: temperatura na qual uma substância passa do estado sólido para o líquido.

2. Ponto de ebulição: temperatura na qual uma substância passa do estado líquido para o gasoso.

3. Densidade: relação entre a massa e volume de uma substância.

4. Solubilidade: capacidade de uma substância se dissolver em outra.

Essas são apenas algumas das propriedades gerais e específicas da matéria, mas elas ajudam a distinguir os diferentes tipos e estados físicos encontrados no universo material conforme explicado por Demócrito há milhares de anos atrás

Propriedades gerais da matéria no Brainly

A matéria é composta por diversas propriedades gerais que a definem e caracterizam. Essas propriedades são características comuns a todas as substâncias e podem ser observadas em qualquer tipo de matéria.

Uma das principais propriedades gerais da matéria é a inércia, que se refere à tendência dos corpos de manter seu estado de repouso ou movimento uniforme até que uma força externa atue sobre eles. A inércia está relacionada à resistência que os corpos apresentam às mudanças em sua velocidade ou direção.

Outra propriedade geral importante é a massa, que representa a quantidade de matéria presente em um corpo. A massa não varia com o local onde o objeto se encontra e é medida em quilogramas (kg). É através da massa que podemos comparar objetos e determinar sua quantidade relativa de matéria.

A extensão também é uma propriedade geral da matéria, referindo-se ao tamanho ocupado por um corpo no espaço tridimensional. Ela pode ser medida utilizando unidades como metros (m) ou centímetros cúbicos (cm³), dependendo do contexto.

A impenetrabilidade é outra característica fundamental da matéria, indicando que dois corpos não podem ocupar o mesmo lugar no espaço simultaneamente. Isso significa que quando um objeto já ocupa determinado volume, outro objeto não pode ocupá-lo ao mesmo tempo sem haver alguma alteração na posição dos objetos envolvidos.

Além dessas quatro propriedades gerais mencionadas acima, existem outras igualmente importantes: compressibilidade – capacidade dos materiais sofrerem redução de volume sob pressão; elasticidade – habilidade para retornar à forma original após ser deformado; divisibilidade – possibilidade de dividir a matéria em partes menores sem alterar suas propriedades químicas; e descontinuidade – característica da matéria que é formada por partículas indivisíveis, como átomos e moléculas.

Essas propriedades gerais são essenciais para entendermos o comportamento da matéria no universo. Elas nos permitem estudar as características comuns a todos os tipos de substâncias, independentemente de sua composição específica.