propriedade

Números Racionais: Representação, Operações e Propriedades Fracionárias e Decimais

Números Racionais Representação Fracionária E Decimal Operações E Propriedades

Um número racional é aquele que pode ser expresso como uma fração irredutível. Ao longo da história, a concepção de números evoluiu para atender às necessidades humanas. A utilização de frações na representação dos números permitiu resolver problemas que antes só podiam ser resolvidos com números inteiros.

Um número racional pode ser expresso como uma fração, o que significa que existem maneiras de converter números inteiros, decimais exatos e dízimas periódicas em frações.

Tópicos deste artigo

Os números racionais são aqueles que podem ser expressos como uma fração, ou seja, na forma de um número inteiro dividido por outro. Existem diferentes formas de representar os números racionais, incluindo números inteiros, decimais exatos e dízimas periódicas.

As dízimas periódicas podem ser classificadas em dois casos: a primeira é quando a fração geratriz representa uma dízima periódica simples e a segunda é quando representa uma dízima periódica composta.

Os números racionais possuem algumas propriedades importantes. Por exemplo, entre dois números racionais sempre existe outro número racional. Além disso, as quatro operações (adição, subtração, multiplicação e divisão) no conjunto dos números racionais são fechadas.

Existem também alguns subconjuntos dentro do conjunto dos números racionais que merecem destaque.

O que são os números racionais?

Os números racionais são uma extensão dos números inteiros, incluindo todas as frações. O conjunto de números racionais é representado por:.

A representação mencionada indica que um número é considerado racional quando pode ser expresso como uma fração a/b, em que “a” e “b” são números inteiros e “b” é diferente de zero. No entanto, se quisermos definir os números racionais de forma menos rigorosa, podemos dizer o seguinte:

Os números racionais são aqueles que podem ser expressos na forma de fração.

Existem diferentes tipos de números que podem ser representados na forma decimal. Isso inclui os números inteiros, como -10, 7 e 0; os números decimais exatos, como 1,25, 0,1 e 3,1415; as dízimas periódicas simples, como 1,424242; e as dízimas periódicas compostas, como 1,0288888.

Existem diferentes tipos de números que não seguem um padrão regular. Por exemplo, temos as dízimas não periódicas, como 4,1239489201; as raízes não exatas e a raiz quadrada de números negativos. Esses são exemplos de números que apresentam características especiais e distintas dos demais.

A presença de números não racionais resulta na formação de conjuntos adicionais, como os números irracionais e os números complexos.

Representação decimal de números racionais fracionários

Para transformar uma fração em um número decimal, realizamos a divisão do numerador pelo denominador. Caso estejamos lidando com um número misto, o valor inteiro é posicionado à esquerda da vírgula decimal. O resultado fracionário fica também à esquerda da vírgula.

1. Dividir o numerador pelo denominador.

2. Se necessário, escrever o número inteiro antes da vírgula.

3. Posicionar a parte fracionária à esquerda da vírgula.

Lembrando que esses passos são aplicáveis tanto para frações próprias (onde o numerador é menor que o denominador) quanto para números mistos (que possuem uma parte inteira e uma parte fracionária).

Representação dos números racionais: fracionária e decimal

Compreendendo que uma fração é o resultado da divisão de dois números inteiros, podemos afirmar que um número racional pode ser representado como uma fração. Portanto, todos os casos mencionados anteriormente – números inteiros, decimais exatos e dízimas periódicas – podem ser expressos na forma de frações.

Representação e operações com números inteiros

Há diversas maneiras de representar um número inteiro como uma fração, pois uma fração pode ser expressa tanto na forma irredutível quanto não.

Decimais exatos: representação e operações com números racionais

Para converter um número decimal exato em uma fração, é necessário contar a quantidade de dígitos presentes na parte decimal do número. Se houver apenas um dígito após a vírgula, podemos escrever a parte inteira junto com o dígito decimal sobre 10. Por exemplo, se tivermos o número 3,4, podemos representá-lo como a fração 34/10. Da mesma forma, se houver dois dígitos na parte decimal (por exemplo: 0,25), podemos expressar essa fração como 25/100. Basicamente, ao realizar essa conversão prática de números decimais para frações exatas, basta observar que a quantidade de zeros no denominador será igual à quantidade de dígitos da parte decimal do número original.

You might be interested:  Como Criar um Plano de Negócio Eficiente

Dízimas periódicas: representação e operações com números racionais

Determinar a fração geratriz de uma dízima pode ser desafiador, pois nem sempre é fácil encontrar sua representação fracionária. No entanto, foi observado que há regularidades na equação utilizada para obter a fração geratriz, o que levou ao desenvolvimento de um método prático para facilitar esse processo.

Primeiramente, é importante compreender que há dois tipos de dízima periódica: a simples e a composta. A dízima simples consiste apenas na repetição do período em sua parte decimal. Já a dízima composta apresenta uma parte não periódica junto com o período.

Além disso, é importante mencionar as frações equivalentes, que são frações que representam a mesma quantidade.

Fração geratriz de uma dízima periódica simples: 1º caso

Em uma situação inicial, é possível converter uma dízima periódica simples em fração utilizando um método prático. Para isso, basta colocar a parte inteira e o período sem a vírgula no numerador. No denominador, adicionamos um 9 para cada elemento presente na parte periódica.

A dízima periódica 9,323232 tem um período de dois números, o que significa que seu denominador é 99. A parte inteira da dízima sem a vírgula é 932, enquanto a parte inteira é 9. Subtraindo esses valores, encontramos o denominador necessário para obter a fração geratriz dessa dízima. Portanto, a fração geratriz correspondente é:.

Números Racionais: Representação Fracionária e Decimal – Operações e Propriedades

A dízima periódica composta requer um pouco mais de trabalho. Agora vamos determinar a fração geratriz da dízima que foi exemplificada.

O valor do numerador será obtido ao subtrair 8715 por 87, ou seja, a diferença entre o número que vai da parte inteira até a parte periódica com a parte não repetida da dízima.

Vamos agora determinar o denominador do número analisando sua parte decimal. Primeiramente, identificaremos a parte decimal que é composta por uma sequência não periódica e outra periódica. No exemplo dado, a parte decimal é 7 15. Para cada número na parte periódica, adicionaremos um 9 no início do denominador. Neste caso específico, como a parte periódica possui dois números (15), teremos dois noves no denominador. Já para os números da parte decimal que não são periódicos, acrescentaremos um zero ao final do denominador, resultando em 99 0..

Operações com números racionais: o que são?

As operações com os números racionais envolvem diferentes tipos de números, como inteiros, frações e decimais. Podemos realizar as quatro operações básicas – soma, subtração, divisão e multiplicação – utilizando esses números. Os números racionais são aqueles que podem ser expressos na forma de uma fração ou decimal finito ou infinito periódico.

Os números racionais incluem:

– Números inteiros: positivos (como 1, 2, 3) e negativos (como -1, -2, -3).

– Frações: representadas por um numerador e denominador (como 1/2 , 3/4 , etc.).

– Decimais: número fracionário representado pela parte inteira seguida de uma vírgula decimal (como 0.5 , 0.75 , etc.).

– Dízimas periódicas: decimais infinitos que possuem um padrão repetitivo no final (como 0.333… = 1/3).

Esses são alguns exemplos dos diferentes tipos de números racionais que podemos utilizar nas operações matemáticas.

Propriedades dos números racionais: representação fracionária e decimal, operações

É fascinante refletir sobre essa característica, que foi amplamente debatida pelas civilizações antigas e se tornou um paradoxo. Ao selecionar dois números racionais, sempre haverá um número intermediário entre eles.

No intervalo entre 1 e 2, podemos encontrar o número racional 1,5. Da mesma forma, entre 1 e 1,5 existe o número racional 1,25; entre 1 e 1,25 encontramos o número racional 1,125 e assim por diante. Mesmo que a diferença entre dois números racionais seja extremamente pequena, sempre é possível encontrar outro número racional no meio deles. Essa característica impossibilita a definição de um sucessor ou antecessor nos números racionais.

Operações e propriedades dos números racionais: fechamento nas quatro operações

Dizemos que um conjunto é fechado para a soma quando, ao somar dois números racionais desse conjunto, sempre obtemos como resultado outro número racional. Isso ocorre nas quatro operações em Q.

You might be interested:  Atividades sobre as propriedades do som para alunos do 3º ano

Quando realizamos operações matemáticas básicas, como soma, subtração, divisão e multiplicação entre dois números racionais, o resultado será sempre um número racional. Além disso, mesmo ao elevarmos um número racional a uma potência, o resultado ainda será um número racional.

Os números racionais não são fechados em relação à operação de radiciação. Isso significa que, mesmo que 2 seja um número racional, a raiz quadrada de 2 é um número irracional.

Além disso, é importante mencionar as frações equivalentes, que são frações que representam a mesma quantidade.

Representação fracionária: qual é?

A representação de números fracionários é feita através do uso de frações. Uma fração consiste em colocar a parte do objeto dividido sobre o número total de partes em que ele foi dividido, separados por um traço no meio.

Para entender melhor como funciona essa representação, vamos dar um exemplo prático. Imagine que você tem uma pizza inteira e decide dividi-la em 8 pedaços iguais. Se você come dois desses pedaços, podemos dizer que você consumiu 2/8 da pizza. O número acima do traço representa a quantidade de pedaços que foram consumidos (no caso, 2), enquanto o número abaixo do traço indica o total de partes em que a pizza foi dividida (neste exemplo, 8).

Outro exemplo seria se tivéssemos uma barra de chocolate e decidíssemos dividi-la igualmente entre três pessoas. Cada pessoa receberia então 1/3 da barra, pois estamos dividindo-a em três partes iguais.

É importante lembrar que as frações podem ser simplificadas quando possível. Por exemplo, se tivermos a fração 4/8, podemos reduzi-la para metade escrevendo-a como 1/2.

Números racionais: subconjuntos e representações

Os subconjuntos ou relações de inclusão são conjuntos compostos por elementos que pertencem ao conjunto dos números racionais. Existem diversos subconjuntos possíveis, como o conjunto dos números inteiros e naturais, pois todos os números inteiros e naturais também são racionais.

Os números inteiros e naturais fazem parte do conjunto dos números racionais.

Quando ocorre essa situação, dizemos que os números inteiros estão incluídos nos números racionais.

Existem alguns símbolos que são essenciais para a criação de subconjuntos de Q, sendo eles: +,- e *, que significam, respectivamente, positivos, negativos e não nulos.

Q* → (lê-se: conjunto dos números racionais não nulos.)

O conjunto dos números racionais positivos, representado por Q+, é composto pelos números que podem ser expressos como uma fração onde o numerador e o denominador são inteiros positivos.

O conjunto dos números racionais negativos, representado por Q-, é composto por todos os números que podem ser expressos na forma de uma fração em que o numerador é um número inteiro negativo e o denominador é um número inteiro positivo.

Q * + → (lê-se: conjunto dos números racionais positivos e não nulos.)

Q * – → (lê-se: conjunto dos números racionais negativos e não nulos.)

É importante observar que todos os conjuntos mencionados são parte do conjunto dos números racionais, pois seus elementos pertencem a esse conjunto. Além desses conjuntos, existem várias outras possibilidades de subconjuntos em Q, como o conjunto dos números ímpares, primos ou pares. Essas são apenas algumas das muitas opções disponíveis.

Representação decimal

Os números decimais são uma forma de representação numérica que inclui uma parte não inteira, sendo expressos com o uso da vírgula. Essa representação decimal pode ser convertida em fração, permitindo-nos compreender melhor seu valor e relação com outros números racionais. Os números decimais são amplamente utilizados em diversas áreas, como medidas de comprimento, massa e valores monetários.

P.S.: É importante ressaltar que os números decimais surgem quando realizamos divisões que não resultam em um número inteiro. Nesses casos, a resposta é apresentada na forma de um número decimal para indicar a existência dessa parte fracionária.

Por exemplo, ao dividir 1 por 3 (1/3), obtemos como resultado o número decimal periódico 0,333… Esse valor representa a fração exata 1/3 na forma decimal. Da mesma forma, se considerarmos uma medida de comprimento igual a 2 metros e meio (2.5 m), estamos utilizando um número decimal para expressar essa quantidade específica.

P.S.: A conversão entre as formas fracionária e decimal dos números racionais permite maior flexibilidade no cálculo e comparação desses valores. Além disso, os números decimais também podem ser arredondados ou truncados para facilitar sua utilização prática em diferentes contextos.

You might be interested:  Quando Um Átomo Revela Suas Propriedades Elétricas

Em suma, os números decimais desempenham um papel fundamental nas operações matemáticas cotidianas e nos permitem trabalhar com precisão tanto em medidas quanto em cálculos financeiros.

P.S.: Ao entendermos as propriedades dos números decimais e suas relações com as frações equivalentes correspondentes, podemos realizar operações matemáticas com maior facilidade e precisão. Portanto, é essencial compreender a representação fracionária e decimal dos números racionais, bem como suas operações e propriedades associadas.

Identificando os números racionais

Os números racionais são aqueles que podem ser representados por uma fração. Um número racional é considerado irredutível quando não pode ser simplificado ainda mais. Abaixo está uma lista de propriedades e operações relacionadas aos números racionais:

1. Adição: A soma de dois números racionais resulta em outro número racional.

2. Subtração: A diferença entre dois números racionais também é um número racional.

3. Multiplicação: O produto de dois números racionais é sempre um número racional.

4. Divisão: Quando dividimos um número racional por outro, o resultado será novamente um número racional, desde que o divisor seja diferente de zero.

5. Propriedade comutativa da adição e multiplicação: A ordem dos termos não altera o resultado da adição ou multiplicação entre os números racionais.

6. Propriedade associativa da adição e multiplicação: Os parênteses podem ser rearranjados sem alterar a soma ou produto dos números racionais envolvidos.

7. Elemento neutro da adição e multiplicação: Existe um elemento chamado “zero” que, ao somá-lo a qualquer número racional, resultará no próprio número; assim como existe o elemento “um”, onde ao multiplicar qualquer número racional por ele mesmo, obteremos esse mesmo valor.

Exemplos de números racionais

Existem diferentes formas de representar os números racionais, que são aqueles que podem ser expressos como uma fração. Um exemplo é o número 0,05, que pode ser obtido dividindo-se 5 por 100. Portanto, ele também pode ser escrito como a fração 5/100.

Outros exemplos de números racionais são os inteiros -43 e 12. Esses números podem ser escritos na forma de frações: -43/1 e 12/1 respectivamente. Embora eles não tenham casas decimais, ainda podem ser considerados números racionais porque podem ser expressos como uma razão entre dois inteiros.

Além disso, temos as dízimas periódicas, que são sequências infinitas de algarismos decimais repetidos. Por exemplo, a dízima periódica “0,33333…” representa o número racional resultante da divisão entre 1 e 3. Podemos escrevê-lo na forma fracionária como sendo igual a 1/3.

O que são números fracionários?

Os números fracionários são utilizados para representar a diminuição proporcional de uma quantidade, ou seja, o seu fracionamento. Eles expressam partes de um todo e podem ser representados por meio, metade, terço e assim por diante. Por exemplo: “Gastei a metade do meu salário”. Nesse caso, estamos indicando que foi gasto apenas uma parte igual à metade do valor total.

Por outro lado, os números multiplicativos têm a função de indicar quantas vezes uma determinada quantidade foi multiplicada. Eles expressam o aumento proporcional da quantidade original. Por exemplo: se eu multiplico um número por 2, estou indicando que essa quantidade foi duplicada.

É importante destacar que tanto os números fracionários quanto os multiplicativos possuem suas próprias propriedades e operações específicas. Ao realizar cálculos com esses tipos de números é necessário levar em consideração as regras matemáticas correspondentes.

Representação decimal de um número racional

Os números racionais podem ser representados de duas formas: decimal finita ou decimal infinita periódica. Por exemplo, 1/2 pode ser representado como 0,5 na forma decimal finita e como 0,4999… na forma decimal infinita periódica.

Por outro lado, os números irracionais são representados apenas na forma decimal infinita não periódica. Um exemplo famoso é o número pi (π), que pode ser aproximado por 3,1415926535897932384626433832795028841971693993751058209749445923078164062862089986280348253421170679…

É importante ressaltar que qualquer número real pode ser representado na forma decimal. Isso significa que tanto os números racionais quanto os irracionais podem ter uma representação em formato decimal.

1. Os números racionais podem ser escritos como decimais finitas ou decimais infinitas periódicas.

2. Os números irracionais são sempre escritos como decimais infinitas não periódicas.

3. Todos os números reais têm uma representação em formato decimal.

Essas informações sobre a natureza dos números racionais e irracionais são fundamentais para compreender as operações e propriedades envolvendo esses tipos de números no contexto da matemática.